Bitcoin cai abaixo dos 11.000 dólares queda generalizada

O bitcoin e outras criptomoedas que dispararam no final de 2017, sofreram fortes quedas na terça-feira (16), entre outras coisas por maior vontade de regular o setor, explicaram analistas.
A mais famosa das moedas virtuais, o bitcoin, caiu abaixo dos 11.000 dólares, e por volta das 21H40 GMT (19h40 de Brasília) estava cotada em 10.656,46 dólares, marcando um recuo de 23% com relação à véspera, segundo dados da agência Bloomberg.
Desta forma, atingiu seu menor nível depois do começo de dezembro. Pouco antes do Natal, a criptomoeda beirou os 20.000 dólares.
O bitcoin “passou abaixo dos 12.0000 dólares, algo nunca visto desde o começo de dezembro”, disse David Madden, analista da CMC Markets UK.
Todas as criptomoedas estão sendo afetadas pela queda, segundo a plataforma de intercâmbio coinmarketcap.com. É o caso do ethereum, do ripple e do bitcoin cash, que perdiam respectivamente 28,35%, 41,70% e 31,07% ao final do dia de terça-feira.
Os analistas explicam o fenômeno pelas informações sobre um endurecimento da regulação das criptomoedas, em particular na Coreia do Sul e na China.
“Explicar os movimentos do bitcoin sempre é complexo, mas esta queda (…) poderia ser explicada pelos sinais da vontade de aumentar a regulamentação”, indicou nesta terça-feira Neil Wilson, analista da ETX Capital.
Na semana passada, o governo sul-coreano explicou que estava se preparando para proibir o intercâmbio de criptomoedas, mas pouco depois retificou e disse que era apenas uma possibilidade.
A Coreia do Sul é um dos países do mundo com mais plataformas de intercâmbio de bitcoins, lembra a consultoria Capital Economics.
Os investidores também foram afetados pelos boatos, segundo os quais a China estaria a ponto de proibir a “mineração” de bitcoins, o processo informático que permite emitir esta moeda.

Canal theevolutiontech

Apenas mais um fã da grande rede , um maluco pela internet que passa grande parte do tempo conectado sempre a procura de novidades online , e sempre achando já que a rede é movida por novidades ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *