Conheça 10 cursos gratuitos para você começar a programar

A variedade de cursos disponível online para quem quer aprender a programar e desenvolver de páginas na web a aplicativos é enorme. Se localizar entre a variedade deles, porém, pode não ser tão fácil. Por isso, listamos a seguir algumas boas opções para quem quer começar ou está começando a entrar nesse mundo de código. As aulas abaixo são gratuitas e, em alguns casos, as avaliações também. Os certificados, no entanto, são pagos – mas não são essenciais para pelo menos absorver o conteúdo dos cursos. Vale destacar também eles estão disponíveis apenas em inglês, mas com opções de legendas para facilitar um pouco o entendimento.

Sabendo disso, confira a seleção a seguir!

Lógica computacional

Não é exatamente sobre programação, mas este curso da Microsoft na edX ensina a base para o assunto: a lógica computacional. Como a descrição explica, “entender como um computador ‘pensa’ é um dos primeiros passos para se tornar um excelente programador”. As aulas têm legendas em inglês, devem tomar apenas quatro semanas e são totalmente gratuitas – só o certificado verificado é pago. Inscreva-se no curso por aqui.

Introdução à Ciência da Computação

Abordando de conceitos fundamentais da computação até os básicos de Python, esse curso se propõe a ajudar você a pensar como um engenheiro de software. Durante as aulas, além de ser apresentado aos fundamentos, o aluno vai ser desafiado a desenvolver a sua própria engine de busca e uma rede social – aprendendo sobre os componentes principais de cada um durante o processo de criação. O curso é longo e deve tomar três meses em um ritmo tranquilo, mas não exige nenhuma experiência prévia. Inscreva-se por aqui.

Fundamentos de Programação

Preparadas pela Universidade Duke, essas videoaulas são focados basicamente na resolução de problemas e na criação de um algoritmo, a base para a programação. O curso é parte de uma especialização em C, também disponível no Coursera, mas os ensinamentos são válidos para outras linguagens. Se quiser o certificado de conclusão e fazer as avaliações, será preciso assinar a plataforma, o que custa 49 dólares por mês. Mas se você quiser só acesso aos materiais das aulas gratuitamente, basta se inscrever como ouvinte seguindo os mesmos passos do curso acima. As aulas devem tomar quatro semanas, com seis a oito horas de estudo semanais. Acesse-as por aqui.

Aprenda HTML

O HTML serve como base para todas as páginas na web, e sem essa linguagem de marcação não daria para deixar tudo organizado e nem começar a desenvolver um site. Aprender a escrever nesse “idioma”, portanto, é essencial para quem vai quer seguir no ramo ou simplesmente conhecer mais sobre o assunto. O interessante do Codecademy é que não há videoaulas, só lições interativas: você escreve o código em um campo e o resultado aparece logo ao lado. O site ainda oferece cursos de JavaScriptPythonJava e outras linguagens, alguns podendo até servir como alternativa aos listados abaixo. Dá para se inscrever gratuitamente no curso de HTML, em inglês, por aqui.

Introdução a HTML e CSS

Uma alternativa ao curso acima, este promete uma nova abordagem na introdução a HTML e CSS, fugindo um pouco do foco na sintaxe da linguagem. Em três semanas, os instrutores devem falar sobre layout, elementos de página, design responsivo, entre outros assuntos. As aulas não exigem conhecimento prévio – os únicos requisitos são o navegador Chrome e um editor de texto, como Sublime ou Atom. Acesse-as por aqui.

Introdução a Python: Iniciante

Esse curso da Microsoft ensina o bê-a-bá de Python para quem não tem nada de experiência com programação baseada em texto. As aulas abordam o básico da linguagem, apresentando uma ferramenta para usá-la e mostrando como aproveitá-la para manusear números e textos. Pelas contas da edX, três a quatro horas de estudo por semana durante cinco semanas devem bastar para terminar o curso, que está disponível aqui.

Introdução a Javascript

Sem exigir experiência prévia, esse curso, nas palavras da Udacity, é ideal “para iniciantes que desejam adicionar uma nova linguagem de programação a seus conhecimentos”. O Javascript serve como base para o desenvolvimento web, e as aulas aqui dão uma bela introdução ao tema. Duas semanas de estudo em um ritmo tranquilo devem bastar para concluir o curso, que tem legendas em inglês e está disponível aqui.

Introdução a programação em Java

Se você já conhece um pouco sobre lógica e quiser saber mais sobre Java, vale tentar esse curso na edX. Ministradas por professores da Universidade de Ciência e Tecnologia de Jong Kong, as aulas abordam os conceitos mais importantes da linguagem. Na estimativa do site, cinco semanas estudando de três a cinco horas devem bastar para concluir o curso, que tem legendas em inglês. Se achar interessante, ainda há uma segunda parte, que se aprofunda um pouco mais no tema. Acesse a primeira aqui.

Introdução à Realidade Virtual

Criada pelo departamento de VR do Google, essa série de videoaulas aborda os princípios da realidade virtual, falando sobre telas, rastreamento, ótica e estereopsia (ou percepção de profundidade). Não exige nenhuma experiência prévia em programação, mas a descrição garante que, ao final do curso, você terá criado uma aplicação em VR. As aulas devem exigir duas semanas em um ritmo tranquilo. Inscreva-se por aqui.

Desenvolvimento de Aplicações Web: Conceitos Básicos

Para quem já teve ao menos uma introdução ao tema, esse curso mostra os próximos passos rumo ao desenvolvimento de aplicações web. As aulas são ministradas por professores da Universidade do Novo México e também existe a opção de fazê-las em espanhol, caso prefira o idioma ao inglês. O curso começa no dia 4 de junho e deve durar duas semanas. Para se inscrever gratuitamente, basta clicar em “Inscreva-se” e selecionar a opção “Participar apenas como ouvinte”. Isso dará acesso a todos os materiais, mas não às avaliações e nem ao certificado, que são pagos (custam 59 dólares). Acesse o curso aqui.

Canal theevolutiontech

Apenas mais um fã da grande rede , um maluco pela internet que passa grande parte do tempo conectado sempre a procura de novidades online , e sempre achando já que a rede é movida por novidades ...

Deixe uma resposta