O hacker Hamza Bendellaj foi condenado à morte por ajudar os pobres?

Será verdade que o hacker argelino Hamza Bendellaj foi preso e morto por ter hackeado 217 bancos e distribuído todo o dinheiro para a África e Palestina?

A notícia apareceu nas redes sociais no final da primeira quinzena de março de 2016, e conta a triste história do hacker argelino Hamza Bendallej, que teria roubado dinheiro de contas de 217 bancos nos Estados Unidos edistribuído todos os milhões para os pobres da África e da Palestina. Segundo o texto que acompanha as fotos do “Hobin Hood moderno”, ele teria sido pego pela polícia e condenado à morte!  

A morte do “heroi” foi bastante comentada nas redes sociais, sendo compartilhada inúmeras vezes no Facebook e no WhatsApp. Muitos achando que a punição teria sido muito severa para um homem que claramente tinhas boas intenções!   

Será que essa história é verdadeira ou falsa?

O hacker Hamza Bendellaj foi condenado à morte por ajudar os pobres? (foto: Reprodução/Facebook)

O hacker Hamza Bendellaj foi condenado à morte por ajudar os pobres?
(foto: Reprodução/Facebook)

Verdadeiro ou falso?

O hacker Hamza Bendellaj existe mesmo! Seu verbete no Wikipédia explica que ele nasceu em 1989 e, aos 26 anos de idade, foi um dos mais procurados pelo FBI e pela Interpol nos últimos tempos!

Ele foi preso em 2013, na Tailândia, e extraditado para os Estados Unidos. Em 2015, Bendellaj – conhecido como “BX1” – foi condenado a 30 anos de prisão e a uma multa de 14 milhões de dólares.

Essas são as únicas partes reais do boato que circulou pelas redes sociais em 2016! Quanto ao trecho que afirma que o argelino teria sido condenado à morte, isso não é verdade. Da mesma forma, não procede a informação de que ele teria roubado milhões de dólares e doado tudo aos pobres.

Como podemos ver no relatório do FBI, Bendelladj poderia cumprir uma pena de até 30 anos de prisão por fraude bancária, além de mais uma porção de anos por outros crimes eletrônicos. No entanto, ele fez um acordo judicialassumindo toda a responsabilidade pela criação e distribuição do vírus SpyEye, que ele e seu comparsa projetaram para capturar informações bancárias de milhares de computadores infectados de pessoas inocentes.

O jornal L’ExpressionDZ e a Rede BBC nos ajudam a desmentir essa história da execução do hacker!

Hamza (que não é o novo Robin Hood) foi condenado a 30 anos de prisão! (foto: Divulgação)

Hamza (que não é o novo Robin Hood) foi condenado a 30 anos de prisão e continua vivo! (foto: Divulgação)

Não há informações se os criminosos roubaram mesmo milhões de dólares como o rumor espalhado afirma. O que ficou provado é que eles conseguiram invadir computadores de órgãos oficiais, mas não foram divulgadas as reais intenções dessas invasões.

Quem é que está na forca?

Se o hacker criminoso não foi executado, quem é o homem que aparece nas fotos antes de ser enforcado?

Quem inventou essa farsa juntou fotos de duas pessoas distintas. O primeiro homem é o hacker Hamza Bendellaj e o outro (que aparece com a corda no pescoço) é o iraniano Majid Kovousifar, que foi enforcado em 2007. Ele foi executado em praça pública juntamente com mais uma pessoa, sob a acusação de terem assassinado um juiz bastante conhecido na cidade.

Segundo a BBC, o homem estava sorrindo nos momentos finais de sua vida para tentar acalmar um sobrinho que estava assistindo à cerimônia de execução.

Fotografia recorrente

Em meados de 2015, rumores se espalharam pela web afirmando que esse homem teria sido enforcado por muçulmanos pelo simples fato de ser cristão, mas a verdade é que a sua morte não teve nada a ver com religião!

Conclusão

O hacker argelino Hamza Bendellaj não era o Hobin Hood do século XXI e também não foi condenado à morte!  

Canal theevolutiontech

Apenas mais um fã da grande rede , um maluco pela internet que passa grande parte do tempo conectado sempre a procura de novidades online , e sempre achando já que a rede é movida por novidades ...

Deixe uma resposta