Cofundador do WikiLeaks desaparece na Noruega

A polícia norueguesa abriu no último domingo (2) uma investigação para descobrir a localização do cofundador do WikiLeaks, o holandês Arjen Kamphuis, que é dado como desparecido desde o último dia 20 de agosto.

“A polícia se recusa a especular sobre o que poderia ter acontecido com ele”, disse o porta-voz da corporação. Pelo Twitter, o WikiLeaks relatou o desaparecimento, afirmando que o holandês foi visto pela última vez no último dia 20 de agosto em Bodo, na Noruega.

Arjen Kamphuis é dado como desparecido desde o último dia 20 de agosto.
Arjen Kamphuis é dado como desparecido desde o último dia 20 de agosto.

Foto: Reprodução / Twitter / Ansa

Segundo postagem no Twitter da plataforma, Kamphuis teria reservado um voo para a cidade norueguesa de Trondheim no último dia 22, de onde seguiria de trem para Amsterdã, mas o holandês não embarcou no avião. A instituição sugere que o desaparecimento é “estranho” e relata que uma viagem de trem entre as duas cidades duraria 10 horas.

Kamphuis, que tem 47 anos, fundou a empresa de cibersegurança Gendo, onde é diretor de tecnologia, além ter escrito, junto com o australiano Julian Assange, o livro “Segurança da Informação para Jornalistas”, sobre a nova forma de fazer jornalismo investigativo. Em 2010 ele foi um dos colaboradores de Assange na criação da plataforma WikiLeaks, que vazou dados confidenciais de governos pelo mundo.

Canal theevolutiontech

Apenas mais um fã da grande rede , um maluco pela internet que passa grande parte do tempo conectado sempre a procura de novidades online , e sempre achando já que a rede é movida por novidades ...

Deixe uma resposta