Seagate cria o primeiro disco rígido de 16 TB do mundo

A marca de dispositivos de armazenamento Seagate anunciou nesta quarta-feira, 5, a criação do primeiro disco rígido com 16 terabytes de capacidade do mundo. O HD foi desenvolvido usando a tecnologia HAMR, mas ainda não está disponível para consumidores.

Gravação magnética assistida por calor (HAMR, na sigla em inglês) é uma tecnologia proprietária da Seagate. Ela consiste em um “pequeno diodo de laser conectado a cada cabeçote de gravação”, que permite a inversão da “polaridade magnética de cada bit estável único”.

O HD de 16 TB produzido pela Seagate tem o formato padrão de 3,5 polegadas que discos comuns já possuem. Segundo a empresa, ele funciona em qualquer servidor e não exige qualquer adaptação da arquitetura ou componentes especiais para ser lido.

A mesma Seagate havia anunciado, dois anos atrás, que havia começado a produzir um HD de 16 TB. A empresa vende discos de até 10 TB no varejo, mas devido ao alto preço, eles são mais indicados a data center e terminais corporativos.

No anúncio feito em seu blog oficial, a Seagate também declarou que já está trabalhando em HDs de até 20 terabytes, que devem ficar prontos em 2020. A empresa só não divulgou quando o disco de 16 TB anunciado nesta semana começará a ser vendido.

As empresas do setor de memória vêm numa corrida por HDs cada vez mais espaçosos nos últimos tempos. Em 2018, a SanDisk apresentou o primeiro disco rígido de 14 TB, seguida pela Western Digital que anunciou o primeiro de 15 TB. E, agora, a Seagate toma a dianteira com um de 16 TB.

Vale destacar, porém, que esses números levam em conta apenas discos rígidos integrados, e não HDs externos. A Western Digital, por exemplo, lançou em 2017 um dispositivo portátil com 20 TB de capacidade, mas que mais parecia um gabinete compacto do que um HD.

Avanço do SSD

Além disso, essa disputa contrasta com o avanço de outra tecnologia que tem superado os HDs em computadores domésticos e também corporativos: a dos SSDs (discos de estado sólido), que são bem mais rápidos que os discos rígidos e já podem ser encontrados com até 100 TB de armazenamento.

É o caso da Nimbus Data, que lançou no começo deste ano aquele que ainda detém o recorde de SSD mais espaçoso do mundo. A própria Seagate vende SSDs da linha Barracuda (voltada para usuários comuns) com até 2 TB de capacidade, enquanto Samsung e Intel começaram a vender este ano discos de estado sólido com mais de 30 TB para empresas.

A Seagate justifica o investimento em HDs cada vez mais densos dizendo que, “na era dos dados, a necessidade por maior capacidade de armazenamento continua acelerando à medida que a captura e criação de dados na borda proliferam, e os aplicativos de Inteligência Artificial em rápida evolução exigem acesso a conjuntos de dados cada vez maiores para extrair aprendizados cruciais. A capacidade de armazenamento acessível e implementável permite a digitalização do mundo”.

Canal theevolutiontech

Apenas mais um fã da grande rede , um maluco pela internet que passa grande parte do tempo conectado sempre a procura de novidades online , e sempre achando já que a rede é movida por novidades ...

Deixe uma resposta