Além de bom e barato, novo smartphone da Xiaomi parece ser super resistente

A Xiaomi abriu 2019 surpreendendo a todos com o lançamento do Redmi Note 7, um smartphone muito barato e com especificações incomuns para a categoria, como a câmera de 48MP e uma bateria de 4000mAh. Hoje, através da rede social chinesa Weibo, também ficamos sabendo que, além de bom e barato, o novo Redmi parece ser extremamente resistente.

Na China, o Note 7 da Xiaomi chegou ao mercado custando o equivalente a 540 reais e, dadas as devidas proporções, no Brasil seria impossível encontrar um smartphone como este um por valor similar.

Sabemos da época em que a Xiaomi vendia smartphones no Brasil que, para chegar a preços tão competitivos, a empresa possuía um sistema de vendas não convencional, bem como não praticava estoque de aparelhos e dava preferência ao uso de componentes internos com pelo menos um ano de lançamento. Tudo isso faz com que a fabricante possa otimizar ao máximo o valor de seus aparelhos.

No caso do Redmi Note 7, apesar do uso do sensor de 48MP da Samsung, a Xiaomi construiu o aparelho com tecnologias presentes no mercado há algum tempo, como é o caso do vidro Gorilla Glass 5, lançado em 2016, e que foi usado na tela do dispositivo.

Contudo, durante o evento de lançamento do dispositivo, o pessoal da Xiaomi informou que algumas melhorias na tela foram feitas e que o aparelho era “sólido como pedra”. Infelizmente, não tivemos acesso a uma unidade de review do Redmi Note 7 aqui no Olhar Digital, mas um teste de durabilidade da tela foi publicado na China e, apesar das imagens serem fortes, o aparelho passou sem nenhum arranhão.

No vídeo, o Redmi Note 7 é usado para descascar nozes, é pisoteado usando uma bota com um salto considerável e é jogado contra a mesa por diversas vezes. Ainda assim, a tela permaceu intacta. Assista ao vídeo:

O Redmi Note 7 usa dois painéis de vidro Gorilla Glass 5 de 2.5D, com uma espessura adicional de 0,8 mm na parte dianteira e traseira. A Xiaomi adicionou também um reforço nos quatro cantos do dispositivo, aumentando assim a proteção do vidro. Isso faz com que o aparelho seja quatro vezes mais resistente do que os da concorrência, segundo a fabricante.

Em 2018, meu Galaxy S8 caiu de uma altura de 40 cm e quebrou o canto da tela. Eu fiquei realmente frustrada, pois o aparelho foi bem caro, mas eu havia optado por não usar proteção extra, como uma capinha ou película. Por isso, ao assistir o vídeo acima, fiquei bastante surpresa com o resultado. E você?

Lembrando que, no momento, o aparelho está disponível apenas na China e estará disponível para a compra apenas no próxima semana. Caso você pensa em importar o dispositivo, leve em consideração que, como o aparelho não passou pela homologação da Anatel, é possível que você tenha que pagar a taxa de certificação junto ao órgão.

Via: GizmoChina

Canal theevolutiontech

Apenas mais um fã da grande rede , um maluco pela internet que passa grande parte do tempo conectado sempre a procura de novidades online , e sempre achando já que a rede é movida por novidades ...

Deixe uma resposta